Raspberry pendrive Server

Já ninguém duvida das fantásticas possibilidades e vantagens que os Raspberry Pi trouxeram ao mundo informático. Com um baixo consumo, tamanho pequeno e uma tremenda simplicidade temos na nossa mão um poderoso “brinquedo” que tem como limite a nossa imaginação.

No entanto, sempre achei que o ponto fraco deste equipamento se encontra no armazenamento por ser um cartão SD. A probabilidade de o cartão se danificar ou ficar com dados corrompidos é elevada se abusar do overclock ou de programas com escrita em disco intensiva (como por exemplo uma base de dados). Como ultrapassar este problema? Simples, usamos um disco externo ou uma pendrive e apontamos para lá o directório que queremos.

pendriveVamos imaginar que queremos um servidor Minecraft a correr no nosso Raspi mas queremos que todo o programa corra dentro de uma Pendrive. O Minecraft vai ser instalado no directório /minecraft. A pendrive usada deverá ser formatada com o sistema EXT3. Porquê? Porque este formato é rápido, nativo de Linux e não tem o journaling do EXT4 (que tornaria o sistema mais lento).

1- Na consola, passamos para su:

sudo su

2- Criamos o directório de instalação do Minecraft:

mkdir /minecraft

3- Já com a pen inserida no Raspi, detectamos qual o caminho para a pen:

fdisk -l

raspiPen1

Como podem ver, o caminho neste caso é /dev/sda1

4- Vamos inseri-lo no ficheiro /etc/fstab:

nano /etc/fstab

RaspiPen2

É só acrescentar a ultima linha

/dev/sda1     /minecraft     /ext3     defaults,noatime,nodiratime     0     0

salvar e sair

5- Reiniciamos a máquina

reboot

6- Se tudo correu bem temos a pen montada no directório pretendido. Entramos na pasta

cd /minecraft

Em seguida basta instalar o Minecraft no directório em questão e já está! Temos a nossa aplicação a correr na pendrive!

Anúncios