Clear OS

Imagem

ClearOS é o que eu chamo um “canivete suiço” do mundo open-source. Não sendo especializado, cumpre o que se propõe a fazer e cumpre bem. Seja como firewall, proxy, NAS, router, mail-server ou entre muitas outras funções, temos aqui um fiel servidor assente no robusto CentOS.

De fácil instalação e configuração, em poucos minutos temos o nosso servidor a trabalhar. Tem uma versão paga e uma versão community. Podem ver as diferenças aqui. O que nos interessa é obviamente a versão gratuita.

Vamos então para a página de downloads para descarregar a nossa ISO.  Gravamos num CD e estamos prontos para criar o nosso servidor. Também temos à disposição imagens virtuais, prontas a serem testadas. No entanto, o processo de instalação é extremamente simples como podem verificar na página da ClearFoundation.

Quando a instalação estiver concluída, o computador pode ficar colocado num canto, sem monitor ou teclado. Apenas um cabo de rede. Só precisamos de saber o IP e aceder ao nosso novo servidor pelo browser em https://IP_DO_SERVIDOR:81

Entramos com a senha de ROOT que definimos na instalação (no caso das VM, a senha de ROOT é clearos ) e podemos configurar os parametros iniciais.

As opções são muitas mas todo o processo de configuração está muito intuitivo e acima de tudo… fiável! Podemos começar por criar um servidor que vai ficar apenas na nossa rede privada (sem firewall). Configuramos o acesso à Internet e aceitamos as condições (blá blá…). Temos o nosso servidor pronto a ser usado.

Há muitos HowTos na Internet para funções que podemos delegar no nosso servidor mas penso logo num NAS, num VPN Server ou num TorrentDownloader. Plex também é uma boa opção. Para quem quiser gerir e controlar totalmente a sua rede local também podemos configurar uma Firewall. Enfim, as opções são imensas e de certeza que todos vão encontrar uma solução para o que procuram.

Durante os próximos artigos darei exemplos destes e vão ver como é fácil e rápido configurar o nosso servidor ClearOS.

Anúncios