Artigos

iRedMail allow alias senders

iredmail

iRedMail é uma excelente alternativa open-source para quem quer um servidor de email. Robusto e potente, é uma boa solução para quem precisa de um servidor de email.

Podemos criar novos alias (ver aqui) do nosso email principal mas by default no iRedMail só conseguimos enviar com origem no nosso email principal. Por exemplo, temos o email principal@dominio.pt e queremos que na mesma conta fique o alias secundario@dominio.pt. Quando vamos enviar emails a nossa conta principal é a principal@dominio.pt mas podemos querer enviar também como secundario@dominio.pt. Para isso temos de alterar o seguinte ficheiro no nosso servidor de email:

nano /opt/iredapd/settings.py
ALLOWED_LOGIN_MISMATCH_SENDERS = [‘principal@dominio.pt‘]

No fim reiniciamos o serviço iRedAPD e já podemos enviar com os alias que queremos.

Esta solução não é uma boa prática de segurança. Apenas a devemos usar num ambiente muito controlado já que isto facilita a vida aos spammers caso o nosso servidor seja comprometido.

Anúncios

Thunderbird no Exchange

thunderbird

Se há aplicação onde a Microsoft é rainha é na aplicação cliente de e-mail para servidores Exchange, o Outlook.
Em Linux não temos muitas alternativas para usar em pleno as potencialidades do Exchange, não tanto no acesso ao e-mail mas sobretudo quando queremos usar os serviços corporativos de agenda ou livro de endereços de email.
Em resumo, enquanto não temos o Office da Microsoft nativo para Linux ou usamos o ambiente via navegador (webmail) ou… bom temos como salvação o todo-poderoso Thunderbird.

Para nos ligarmos ao email basta um acesso IMAP. As configurações dependem de como o administrador de sistemas definiu os acessos mas vamos partir do princípio que o nosso domínio é papimigas.com e o acesso ao servidor exchange é exchange.papimigas.com. A conta a configurar é utilizador@papimigas.com.
No Thunderbird adicionamos uma nova conta:
thunder1Clicamos em Continue e clicamos novamente em Manual config.
Preenchemos os campos necessários:
thunder2Ao clicar em Done deveremos ter acesso ao nosso email.

Para ter acesso ao calendário e livro de contactos corporativo começamos por instalar o add-on lightning.
No Thunderbird vamos a tools->Add-ons e procuramos por lightning
thunder3No fim temos de reiniciar o Thunderbird.
Em seguida instalamos o add-on exchangecalendar que podemos obter nesta página. Depois de feito o download, para o instalarmos voltamos a tools->Add-ons e clicamos em Extensions. Clicamos na roda dentada e escolhemos Install add-on from file:
thunder5No aviso que nos aparece é seguro prosseguir e clicamos em Install:
thunder6No fim temos de reiniciar novamente o Thunderbird.
Já com tudo o que precisamos instalado e activo clicamos em Events and Tasks -> Calendar. Em seguida clicamos com o botão direito do rato conforme a figura e escolhemos New Calendar:
thunder4Escolhemos a opção On the Network:
thunder7Na janela seguinte escolhemos a opção Microsoft Exchange:
thunder8Em seguida escrevemos o nosso nome e escolhemos a nossa conta de email:
thunder9Agora inserimos o url do nosso exchange e a nossa autenticação:
thunder10Muita atenção ao Server URL. Deverá respeitar o modelo https://caminho_do_exchange/ews/exchange.asmx
No fim verificar a configuração clicando em Check server and mailbox. Deverá aparecer uma caixa a solicitar a palavra-passe. Não esqueçam de seleccionar a caixa para guardar a palavra-passe.

Se a palavra-passe não for aceite é porque os campos Username e Domain name não estão de acordo com as configurações no servidor. Podem ter que fazer alguns ajustes, do género escrever só o nome de utilizador e sem nome de domínio, o email completo no campo do utilizador, etc. Isto vai depender da configuração no lado do servidor pelo que não desistam à primeira e perguntem ao vosso admin de domínio qual a forma de se ligarem.

Com o calendário configurado falta o acesso ao livro de endereços, também conhecido por GAL.
Para o configurar vamos a Tools->Address Book. Clicamos em Add Exchange contact folder:
thunder11Preenchemos os campos necessários:
thunder12Mais uma vez testem no fim os dados inseridos. Se tudo correr bem já podem aceder à lista global de contactos da empresa.

Algumas configurações importantes podem ser ajustadas indo a Edit->Preferences->Calendar

Há outros programas em Linux que também se ligam a um Exchange server mas na minha opinião nenhum funciona tão bem como o Thunderbird 🙂

bash-completion

Quando usamos a nossa consola em Linux temos um ajudante fabuloso que nos completa os comandos. Pomos esse ajudante em acção ao carregar a tecla TAB  depois de escrevermos as primeiras letras dos comandos que pretendemos inserir.

E quando não temos esse ajudante activo? Muito fácil. Na consola escrevemos:

sudo apt-get update && sudo apt-get install bash-completion

No fim copiamos para o nosso perfil:

cat /etc/skel/.bashrc >> ~/.bashrc

Fazer logout e da próxima vez já temos o nosso bash auto-complete activo 🙂

WordPress – Alterar caminho das imagens

wordpress-logo-stacked-rgb

Recentemente migrei de servidor onde o meu blog está alojado. Após a migração reparei que o caminho das minhas imagens estava errado pois antes tinha ‘papimigas.com/blog’ e agora é ‘papimigas.com’. Tinha de alterar todas as imagens para o novo caminho e havia duas maneiras de resolver:

  • Manualmente uma a uma (tarefa ingrata, são anos de artigos, alguns com muitas imagens)
  • Via cli do mysql (medo!)

Após uma pequena pesquisa vi que a tabela responsável é a wp-posts.

Primeiro fazer um backup e só depois iniciar a aventura na cli MySQL!

Entrar no MySQL com o comando:
mysql -u root -p
(tecla enter, inserir palavra-passe de root mysql e clicar na tecla enter novamente)

Verificar qual a base de dados:
mysql> SHOW databases;

Após verificar qual a base de dados que alberga o nosso WordPress é altura de a “usar”. Vamos supor que a nossa base de dados tem o nome de “wordpress_db”. Usamos o seguinte código:
mysql> USE wordpress_db;

Verificamos se a tabela wp-posts existe:
mysql> SHOW tables;

Se estiver tudo confirmado alteramos o caminho das imagens com o seguinte comando:
mysql> UPDATE wp_posts SET post_content=(REPLACE (post_content, ”,”));

No meu caso foi:
mysql> UPDATE wp_posts SET post_content=(REPLACE (post_content, ‘papimigas.com/blog’,’papimigas.com’));

E puf! A magia acontece 🙂

Para sair da cli MySQL basta usar o comando quit:
mysql> quit;

O comando History

Para quem não conhece, o comando “history” é um verdadeiro salva-vidas na administração de sistemas linux. Permite saber os comandos inseridos por ordem de execução, repetir comandos ou aproveitar parte deles.
Para testarem basta escrever na consola
history
history

Há várias opções mas destaco três:
1- history | grep “xpto”
Este comando é bastante útil quando queremos procurar um comando que contenha uma determinada palavra ou expressão
2- history 10
Para ver os últimos 10 comandos (podem usar o número que quiserem)
3- export HISTTIMEFORMAT=”%F %T”
Por predefinição o comando history não vem com a data e hora de execução. Mas é possível activar isso com este comando.

Como em qualquer comando, podem sempre ver as opções disponíveis acrescentando a flag –help ou ver o manual com man history.

iRedMail alias

iredmail

iRedMail é uma excelente alternativa open-source para quem quer um servidor de email. Robusto e potente, é uma boa solução para quem precisa de um servidor de email.

Como de costume há uma solução “livre” de custos e uma versão paga, com suporte e uns extras.

Na versão livre não há nenhuma opção gráfica para se criar “alias” aos emails existentes. Mas é possível fazer por sql, na consola. De acordo com a página da iRedMail isto é explicado mas… o comando não funcionou da maneira como eles explicam.

Na consola, entramos na CLI MySQL:
mysql -u root -p
Inserimos a password de root mysql e os seguintes comandos:
USE vmail;
INSERT INTO alias (address, goto, domain, is_alias, active)
VALUES (‘novoalias@dominio.pt’, ‘emailoriginal@dominio.pt’, ‘dominio.pt’, ‘1’, ‘1’);

E pronto, podem testar o vosso novo alias.